quinta-feira, 22 de março de 2018

Wallet Android Htmlcoin - Review


Recentemente o setor de administração junto com o de desenvolvimento da moeda digital Htmlcoin lançou sua carteira virtual para smartphone, dando andamento ao plano de consolidação da moeda como um meio global de pagamento e transferência de valores, efetivando-a como uma das mais importantes do mercado e como já previsto, a que mais tem potencial de crescimento para 2018.


Fiz um teste na carteira, e não poderia ter tido primeira, segunda e terceira impressão melhor. Peguei um pouco de moedas que estavam espalhadas em várias exchanges, enviei-as todas para a Android Wallet, que foi instalada rapidamente no meu celular, criei um PIN de segurança de 6 dígitos, passei o idioma para português, recebi os fundos, transferi para minha carteira instalada em um desktop, criei um backup e restaurei-o após desinstalar a carteira simulando um problema. Ela funcionou em todos os testes, foi pratica, rápida, é leve e segura, como toda carteira para celular deve ser. 

A parte mais interessante da carteira é que ela bloqueia a função do sistema de tirar prints enquanto está ativa.

Equipe Htmlcoin, está de parabéns, se a lua era o objetivo, agora o céu é o limite.



Htmlcoin no sentido contrário da demais cryptocurrency do mercado.



No sentido contrário das demais cryptocurrency Htmlcoin investe em ser não só um projeto, mas um meio de pagamento e tende a ter forte valorização. 




A Htmlcoin é a primeira moeda que eu estudei e escolhi para investir e fazer tanto trade quanto hold. Ou seja, comprar, negociar uma parte no mercado aproveitando os movimentos de subida e descida e guardar a maior fração por um período mais longo, visando um lucro, digamos, estratosférico.

Confesso que nos últimos 45 dias eu estava angustiado, com as mudanças, as atribulações na gestão da moeda, a saída da liderança de criação técnica. Mas a liderança administrativa conseguiu superar isso e surpreender o mundo. Lançou uma wallet para Android, o ultimo passo que faltava para a moeda deixar de ser um projeto, um investimento em projeto e virar definitivamente um meio de pagamento usual.

Hoje não tenho medo de dizer a ninguém que vendo qualquer bem que eu tenha, seja casa, sitio, carro, ou produtos da loja, na moeda, aceito pagamento via carteira do celular.

Não preciso mais de banco, o dono do meu dinheiro sou eu. Agora posso colocar a maior fração em segurança, uma parte em estaca, para render juros, e andar com uma pequena quantia para usar no dia a dia, para comprar desde picolé, até um carro, bastando agora as empresas se movimentarem no sentido de aceitar o meio de pagamento.

Se a sua empresa já aceita bitcoin, coloque também a Htmlcoin, se não aceita nenhuma das duas, mova-se, para não ficar para trás. Se você não sabe como fazer para aceitar, entre em contato que posso lhe ajudar dando uma consultoria completa de como fazer isso.

quarta-feira, 21 de março de 2018

O mercado de Cryptomoedas sendo usado como meio para o crime de estelionato e as vítimas somos todos nós.


Imagine que você e uma pequena equipe de programadores, pudessem se unir com pessoas que tenham algum capital, desenvolverem uma moeda digital ( meio de pagamento igual o dinheiro ou os cartões de credito) atrelada a um tipo de projetos que seria o suficiente para levar as pessoas a comprarem antecipadamente aquele meio de troca, ou moeda, por entenderem que o meio de troca se valorizaria se atrelado ao projeto. Porém, quando o meio de troca começa a se valorizar, essa pequena equipe, cria uma discordância, e cria um fork de divisão da moeda, ou cria uma nova moeda e abandona a que está indo bem, abandonando os investidores primários, as fundações envolvidas e as pessoas comuns que compraram meio de troca antes dele valer de fato como meio de troca, acreditando que todas as pessoas do projeto, todas as equipes do projeto global estão  preocupadas com que o seu produto moeda se estabeleça no mercado, que devolva a seus investidores o dinheiro investido e só após isso os projetos secundários, sejam eles comerciais, sociais, ecológicos, sustentáveis, passem a ser uma preocupação dos administradores, desenvolvedores, marketing em busca do cumprimento total do projeto inicial. Esse seria o muno ideal. Isso é o que cada investidor que acredita em um projeto de meio de troca, moeda, e compra seu token inicial, faz propaganda, vende o projeto a parentes e amigos, gasta com mais compras, as vezes desnecessárias de mais volume da moeda, como incentivo ao projeto , e na hora desses indivíduos espalhados pelo mundo todo,  começarem a ter o retorno do seu investimento, as equipes brigam, por discordância dentro do projeto, se separam sem o consentimento de quem financiou tudo, e dão prejuízos bilionários, para pessoas de boa fé do mundo todo que compraram e pagaram antecipadamente um projeto.

Caso de polícia? Definitivamente não!

Os indivíduos têm que aprender a sua força, ela principalmente está em seu dinheiro e em seu engajamento em algo.

Hoje já temos mais de 3 mil moedas, mais de 300 projetos exatamente iguais sendo desenvolvidos de formas diferentes. Desses a maioria já estão parados, pois as equipes de desenvolvimento abandonaram o projeto e já deve estar armando o próximo golpe.

Mas como saber se uma moeda é golpe?
Primeiro veja se a equipe da liderança da moeda, administradores e técnicos existem de fato, se já não trabalharam em outro projeto, se já não existe uma moeda com a mesma proposta e com projeto mais avançado, e se a moeda tem pretensão de forks de divisão, o resultado dos forks devem ser marginalizados, os profissionais que o incentivaram dentro das equipes, e os que saíram do projeto inicial antes do projeto se pagar, devem ser colocados em listas para que as pessoas não entrem mais em projetos furados. Moedas com equipes ocultas, anônimas, sigilosas, sob pretexto de anonimato das transações, esqueça, é furada, para isso existem projetos como o Monero.

Se todas as vezes que um grupo de pessoas discordantes de algo na administração de uma moeda sair e criar uma nova moeda, nunca teremos projetos de pagamentos consolidados de utilização cotidiana na economia criada pelas moedas digitais, e isso é ruim para todos nos que investimos dinheiro nesse mercado acabamos prejudicados por não termos as informações necessárias para fazer um investimento mais coerente, com menor risco, com a certeza de que algum bebe chorão de um programador importante da equipe de uma moeda nova, não vai sair e criar outra moeda, ou juntar meia dúzia de bocas abertas que certamente já retiraram os seus investimentos, ao contrario de nós, investidores, e criarem um fork.

A continuar como está, o mercado não tem como desenvolver serviços para detentores dessas moedas, e a culpa é nossa que compramos qualquer merda que aparece.
Não buscamos saber qual é a equipe responsável pela moeda.
Não buscamos saber qual o volume total que será jogado no mercado e nem como será distribuído, ou como foi, pois, muitas moedas são distribuídas de forma muito suspeita, que são contraditórias as ideias de descentralização por exemplo.

Está na hora de nós que financiamos, que pagamos esses projetos, decidirmos quais vão subir e ficar no mercado e quais não, essa ideia de ficar colocando dinheiro em tudo que é ideia a longo prazo só vai dar dinheiro a quem cria, pega o nosso dinheiro e depois abandona o projeto e iniciando outro. Virou uma forma de estelionato digital em escala mundial.


O pior de tudo é que as pessoas têm dificuldades de enxergarem isso por não saberem que moedas antes de tudo tem que ser um meio de pagamento escasso e viável, se não é um meio viável e acessível ainda que escasso, não é uma moeda, então pouco importa o projeto que ela propõe, aliás o projeto pouco importa em todos os casos, se essa primeira condição não for atendida, a de ser um meio de troca eficiente, ela nunca será nada além de um projeto que será abandonado e esquecido pelas equipes deixando o prejuízo para quem acreditou no investimento.

Se vai salvar criancinha na África ou milionários em Luxemburgo, pouco importa a quem vai fazer investimento inicial, sem virar uma moeda (meio de pagamento) de verdade, o projeto não sairá do papel e será dinheiro jogado fora.

Um bom começo é parar de investir em projetos que sejam produtos de forks de divisões, abandonem essas merdas, pois a cada vez que um bebê chorão acha que algo tem que acontecer do jeito dele, abandonar um projeto e criar uma nova moeda, com pseudo novo projeto, não vai sobrar dinheiro no mundo para investir em cada crianção, digo criação de projetos que param por conta de crianções.


Não só isso! Parar de dar publicidade aos tais novos projetos, administradores de grupos de todas as mídias, de todas as plataformas, deveriam não permitir que anúncios de moedas fossem feitos sem que haja registro público, e sua mudança só poderia ser feita a partir da votação por meio da carteira da moeda, ou seja, todos participando, usando a tecnologia da moeda para sua autogestão. Isso sim seria um projeto eficiente, criar ferramentas comuns entre as melhores moedas, como um banco, onde aplicativos de pagamentos fossem desenvolvidos, empresas que gerenciem as moedas e que paguem juros para os proprietários das moedas, para operar ações de trade, por exemplo. Isso só é possível se as moedas se mantiverem. 


De minha parte passarei a criticar todos os novos "projetos" que forem produtos de forks, ou mais do mesmo, propagandas e não moedas, se eu quiser aplicar dinheiro em projetos eu vou para a bolsa de valores e não para o mercado de dinheiro, meio, moeda.


Por exemplo, o caso da equipe de programadores que deixou a HTMLCOIN na mão, e todos os que investiram nela. Eles queriam um fork, como não conseguiram agora querem criar uma nova moeda igual a HTML porque simplesmente não aceitavam mais o projeto inicial e as decisões dos gestores da moeda, horas, se não gostavam, para que entraram?
De minha parte, nada que venha dessa equipe terá credibilidade, já anotei o nome desses e mais alguns “desenvolvedores” que nunca mais verão meu dinheiro, pois seguem interesses próprios e não tem responsabilidade com o dinheiro dos outros.

Que tal fechamos com as moedas iniciais? Neste caso com a HTMLCOIN fechar com a HTMLCOIN e ignorar o projeto que já colocaram em andamento e que ninguém poderá garantir que não farão a mesma coisa, se criarmos uma união entre os investidores e dermos vozes a nossas vontades, mandaremos recado claro para os administradores, de que não queremos projetos ambiciosos, que vão salvar o planeta,  apenas que a moeda vire uma moeda de verdade, segura, estável, vem lastreada por serviços oferecidos pela própria estrutura da moeda gerada com o crescimento da moeda.


Depois de estabelecidos, pensamos nas criancinhas da África ou no projeto que for. Mas ai como altruístas e ou filantropos, não como idiotas que joga dinheiro em tudo que crianções acham importantes.


segunda-feira, 5 de março de 2018

Cryptomoeda Electroneum (ETN)







Como todos que me seguem sabem, eu sou um Trader, gostos de ter lucros constantes, o mais alto possível no menor espaço de tempo possível, mas neste caso vejo verdadeiramente uma moeda que me empolgou, que traz ideias simples, informações claras, o grupo gestor da moeda parece coeso,  e isso ajuda, pois não mostra que venha alguma divisão da moeda "fork". Por isso essa eu vou fazer um investimento onde, 75% do que eu adquirir ficarão em carteira stake, ou algum processo de mineração, e 25% eu vou fazer Trade, P2P e vendas de pequenas quantidades do Mercado Livre.




A cryptomoeda tem Capitalização de mercado de 41 Bitcoins, ou R$1.499.562.725 reais.


Fornecimento Máximo : 21.000.000.000 ETN
Fornecimento Circulante : 6.341.023.940 ETN

É considerada uma moeda escassa, com teto abaixo de 25 bilhões de unidades ela pode chegar a 1 real 1,40, podendo até passar disso, caso consiga atingir os objetivos do projeto e a procura por ela aumentar mais do que hoje, é uma das moedas mais procuradas do mercado.

Essa moeda tem 900 mil usuários registrados no mundo todo.

Todos os passos até o momento que foram traçados pela moeda desde o seu lançamento, foram atingidos, segundo a equipe o ano de atingir a lua, ou seja, a maior cotação com 100% do volume de fornecimento de circulante no mercado. Essa é uma das que eu vou fazer Hold, acho ela mais viável do que a Verge, Stellar, Tron entre outras. Dois projetos que me agradaram muito foi o da Electroneum e o da Canadá ecoin, são boas apostas para 2019, desde que adquiridas em 2018.

(Dados interessantes da Moeda.)

É uma cryptocurrency projetada para usuários de smartphones com Mineração móvel, transferências fáceis, carteiras online e off-line. 

Criptografia:  CryptoNight

CryptoNight é um algoritmo de prova de trabalho. Ele foi projetado para ser adequado para CPUs de PC comuns, mas atualmente nenhum dispositivo de propósito especial para mineração está disponível. Portanto, CryptoNight só pode ser processado pela CPU por enquanto. CryptoNight foi originalmente implementado na base de códigos CryptoNote . Por isso a criptografia pode ser explorada até por aparelhos de celular, para conseguir moedas.

Carteira: https://my.electroneum.com/ (Desktop, off e celular)

Lista de produtos do mercado Livre:


Resumo da divisão e distribuição no mercado da moeda: 



Estou em processo de teste das formas de mineração da moeda, então caso tenha procura e comentários nessa postagem, depois venho completar com as maneiras de minerar, ou até mesmo criar uma matéria só para tratar disso.



segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

O Pato amarelo da paulista.


O Pato amarelo da paulista.

PATO: essa falácia é engraçada, você diz que quem retirou o mandato da Dilma foram os patos e paneleiros da paulista. Isso é de uma estupidez atroz, falta de entendimento político, e mostra claramente o quanto vocês são manipuláveis pela liderança ideológica que seguem.




Vamos tentar entender esse fenômeno de emburrecimento coletivo.

O PT e seus militantes, aliados e órgãos estatais aparelhados, como o MEC, atribuem a culpa de Dilma ter sido impichada as pessoas que foram as ruas protestarem contra o governo dela, que por conta de péssimo governo de Lula ( catastrófico na economia) e extremante populista e corrupto, impossibilitou que mesmo que Dilma fosse uma administradora medíocre pudesse evitar a crise, que começou quando o Lula pegou dinheiro no sistema financeiro nacional, 350 bilhões de dólares, para pagar a divida externa, que tinha juros de 4% ao mês, e estava saneada e adequada dentro do orçamento nacional anual, sobrando sempre dinheiro no caixa do governo para pagar parte do capital da dívida. Lula contraiu uma dívida de 1,4 trilhões reais para pagar uma de 350 bilhões de dólares. Porém os juros da dívida nacional, saíram dos saneados 4% ao mês e subiram para 15% ao mês, dinheiro que era pago aos banqueiros, que Lula, Dilma e o PT sempre garantiram odiar, e que lutariam contra eles.

Dilma no inicio do seu primeiro mandato, por diversas vezes deixou escapar que Lula havia deixado uma herança maldita, e que a culpa do não crescimento da economia era dele, pois ela nada poderia fazer sem caixa, uma vez que tudo o que antes sobrava, agora era distribuído aos novos parceiros de Lula, que recebiam o dinheiro licito e limpo da dívida contraída e repassavam e repassam a Lula em forma da compra de palestras, ajuda ao instituto Lula e o PT na forma de doações de campanha. Não se enganem isso ainda vai continuar a acontecer por muito tempo, nem 5% do dinheiro roubado do Brasil, do povo brasileiro foi encontrado pela Lava Jato, pois o esquema usava ares de legalidade, como este caso da divida.

Esse cenário catastrófico, foi o que levou o povo as ruas, ainda mais com os escândalos vindo a público, a cada dia um valor maior roubado era descoberto, a cada dia um figurão do PT era preso com gravações, filmagens, e todo tipo de prova, enquanto Lula e Dilma diziam que não sabiam de nada. O povo queria Lula, Dilma, e todos os corruptos fora do poder e na cadeia.

Mas isso seria impossível de se conquistar por meio de protestos. Pois o poder no Brasil é blindado pelo legislativo e pelo judiciário, poderes que estão deteriorados e totalmente tomados por corruptos, assim jamais o povo conseguiria retirar Dilma e a quadrilha PMDB – PT do poder. Portanto dizer que os paneleiros, o pato da paulista, os amarelinhos com camisa da CBF, o Pichuleco e demais apelidos pejorativos para se referir a POVO BRASILEIRO,  retiraram esses bandiddos do poder é uma falácia, uma grande mentira. A Dilma e o Lula nunca foram coitados, vitimas inocentes, sempre souberam e comandaram tudo o que acontecia, portanto culpar o povo pelo  impeachment da Dilma é não só uma falácia, como uma mostra de que a pessoa é manipulável, não consegue olhar a realidade que vive e entender o que acontece, tornando-se apenas um repetidor de bordões sem sentido ditados por lideranças poloticas e "intelectuais".


Mas se não foi o POVO BRASILEIRO o culpado pelo impeachment de Dilma, então quem foi o "culpado" de fato?

A única pessoa culpada pelo impeachment de Dilma, foi a própria Dilma, que aceitou os desmando e as merdas de Lula e se calou diante delas, não só isso, ela compactuou enquanto era ministra de Lula, e permitiu que o roubo do dinheiro publico continuasse durente o seu governo, mas ela não poderia fazer um bom governo, sem ter que tomar medidas contrarias ao governo anterios, que iriam expor a administração temerária de Lula, então ela se acovardou e aceitou, se acuou e passou a tentar impor medidas que poderiam arrolar as contas do estado, deixadas por Lula e protelar a crise, mas não evitar a crise. No auge de sua impopularidade, por sua forma grosseira, tirânica e arrogante de falar e agir, ignorando sua popularidade que era de 8%, e a fidelidade do PMDB, que até quele momento estava engavetando TODOS os processos abertos. pelas diversas representações sociais do Brasil, Dilma entrou em rota de colisão com Eduardo Cunha que havia acabado de se tornar o homem mais poderoso do PMDB, e do Brasil por consequência, vencendo uma disputa interna do partido, tal disputa foi implantada pelo próprio PT que traiu o acordo feito nas eleições de não interferência noas decisões internas do partido, Dilma apoiou que políticos que são petistas de origem, mas que estavam na sigla do PMDB dessem um golpe dentro do partido e tomassem a sigla, tornando-a um vassalo do PT. Com a derrota dos petistas na sigla Pmdbista, Cunha passou a pressionar Dilma por mais participação no governo, cargos, comando de estatais, a ponto do PMDB ser maior do que o PT na administração petista, que vinha enfraquecida com o estelionato eleitoral do ano anterior usando os setores de petróleo e energia elétrica como forma de subornar o eleitor a votar no governo do PT, o que deu para o país uma conta de mais de 120 bilhões de prejuízo, direito, sendo o  prejuízo indireto é incalculável.  

Ao desafiar Cunha, com mais interferência do PT e da presidência da republica no PMDB Dilma causou a aceitação por ele, Cunha, de um dos processos de impeachment inpetrado na camara dos deputado, pro dois juristas e um fundador do PT, entre os mais de 500 apresentados, se não fosse a arrogancia de Dilma e do PT, esse seria mais um.

A ideia inicial de Cunha nem era retirar Dilma e sim coloca-la em seu lugar e mostrar a ela quem de fato mandava. Mas Dilma, por ter qualidades admiráveis como a ausência de inteligência, arrogância, soberba, achou que poderia vencer a batalha usando a militância e as ruas. Assim não se vergou aos desmandos de Cunha e pagou o preço de perder o poder para o partido aliado das eleições fraudulentas, dos roubos, dos desvios e todo tipo de falcatrua que se possa imaginar, foi uma briga de vigaristas.


A narrativa encontrada pelos petistas desde então, foi de chamar o processo legal do impeachment de golpe, assim esconderia os verdadeiros motivos que levaram o PT a perder o poder, boa parte de sua base aliada, e mais de 50% da sua militância, pois sofria um revés atrás do outro, tanto na esfera politica, quanto social e moral, com os anúncios de operações policiais da Lava Jato que sempre prendia um figurão do partido, mostrando assim para qualquer um  cidadão que quisesse ver, que o partido não era mais um partido e sim uma quadrilha de vagabundos, marginais, bandidos usando a base militante para roubarem e ficarem ricos a custa da pobreza do povo brasileiro.

Ao se deparar com a rejeição da narrativa de golpe que prontamente foi rechaçada pela sociedade e refutada em todos os âmbitos acadêmicos, midiáticos e populares, os militantes petistas resolveram criar uma serie de falácias para justificar a perda do poder para a militância mais burra, mais idiotizada, para tentar salvar parte da mobilização que outrora o partido já teve. 
Dessa brilhante ideia nasceu a falácia de que a culpa da perda do mandato do PT e da Dilma e a ascensão de Temer ao poder era culpa do PATO AMARELO.

Não satisfeitos os intelectuais criaram variações da falácia do espantalho, neste caso PATO AMARELO, tais como a apresentação do PowerPoint dos procuradores de justiça, ou dos paneleiros, dos bobos de camisa amarela da CBF, e varias outras adaptações e variações onde mantem-se o discurso de vitima do PT e da Dilma, sendo culpados os Pmdbista e Psdbistas com apoio de uma suposta minoria da elite branca contra eles, que se acham o povo brasileiro.

Resumo: PATO AMARELO é uma falácia do espantalho usada por petistas para atacar qualquer pessoa que não agrade a eles, ou que seja contra as ideias politicas absurdas defendidas pelo partido, mas sem que se entre no debate de como as coisas aconteceram, é a forma da esquerda de mudar a história, isso é o materialismo sendo aplicado, a dialética sendo empregada para que se conte a história diferente dos fatos que de fato aconteceram.

Para azar da esquerda, pessoas inteligentes não estudam só história, estudam fatos, dados, acontecimentos, relatórios econômicos, notícias de fora do país, números. E todos esses refutam tanto a ideia de golpe, quanto a narrativa que Lula e Dilma faziam um governo bom, de inclusão, prosperidade, de que erradicaram a fome, de que o povo teve acesso a educação, saúde, segurança. Na realidade, ao acabar com o tripé economico criado pelo governo Collor, já sobre comando de Itamar Franco e efetivado no governo FHC, Lula assinou a sentença de morte da economia brasileira. E Dilma sabia disso. Ela se acovardou. 

Agora você pode escolher, continuar sendo um imbecil e repetindo essas falácias, ou se libertar da influencia de lideres partidários e ideológicos e começar a estudar por conta própria, analisar os fatos e os dados e comprovar ou não as versões que lhe são impostas. Escolha!

Pílula AZUL ou VERMELHA?

Por : Edson Carvalho Miranda








quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Progressismo, a arma mais fatal do socialismo.


PROGRESSISMO

Progressismo é a ideologia política que passou a ser usada por comunistas, socialistas e todas as vertentes da esquerda política para dar progresso ao processo revolucionário cultural difundido principalmente pela Escola de Frankfurt, onde a lógica e a razão são ignoradas e todo discurso é entorno da dialética marxista, da crítica destrutiva, de ações afirmativas estatais que tem como alvo o modo de vida capitalista ocidental, e o pensamento sempre tem que se submeter e se alinhar a causa, caso contrário, não é aceito pelos demais intelectuais, sendo assim é uma ideologia contraria a liberdade individual.
A ideia de progressismo é perverter o modo de vida ocidental, conservadores, liberais, jurídicos, sociais, estabelecidos pela nossa cultura visando causar o caos, para que do caos uma nova sociedade venha a nascer. Como se algo bom pudesse nascer da perversão.

O QUE É?

É colocação na pratica, de dar prosseguimento a algum tipo de rompimento com o senso comum estabelecido,  por meio da visão revolucionária, onde todo e qualquer conceito vigente possa ser subjetivado, para que possa ser utilizado em favor do processo revolucionário, independente da lógica ou da razão.

Ela acontece de forma lenta, constante, insistente e reincidente.
Você propõe a aprovação de alguma lei, ou alteração da mesma, ou artigo, inicialmente inócuos que não mude a estrutura da mesma. Com o passar do tempo você vai sugerindo propostas de mudanças que ao final do processo progressista sobre aquele assunto, o trecho modificado invalida toda a lei inicial, ou lhe dá caráter contrário a sua existência, tornando a lei inútil, ou hostil a sociedade.

A QUE SERVE?

Mudar conceitos. Subjetivar o entendimento comum de algum conceito, afim de transformar o entendimento objetivo e racional estabelecido por meio da cultura vigente em algo subjetivo, que possa ou não ser aplicado individualmente ou coletivamente visando livrar de punição alguma classe, classe essa que possa a posterior ser utilizada como massa de manobra politicamente para a perpetuação no poder.

COMO É APLICADO?

A priori, o conceito de prisão domiciliar não existe. Criar o conceito de prisão domiciliar  é em si uma forma de progressismo, quando você milita por algum tipo de transgressão da moral e da ética, por meio da perversão de algum conceito e depois passa a sempre progredir a fim de acabar com o sentido inicial objeto do conceito atacado, neste caso o conceito é a PRISÃO, assim você cria a necessidade de algum tipo de tribunal social, algo subjetivo para julgar quem recebe ou não o benéfico,  e quem não recebe, isso transforma uma lei social harmônica em uma ferramenta de vingança e censura.
A sensação de insegurança na sociedade é dentre outros uma militância do progressismo, para gerar a necessidade de debates políticos, debates esses que não acontecem, mas os espaços abertos por eles são utilizados para que se apresente mais "soluções" progressistas para outros problemas criados pelo progressismo. Assim você consegue aparelhar ideologicamente toda a estrutura social, por meio da apresentação de soluções magicas para problemas graves, como por exemplo dizer que o investimento em uma educação ruim, enviesada ideologicamente, vai resolver o problema da violência e a criminalidade na sociedade, isso sem consultar a sociedade, se ela quer ou não essas soluções, retirando a liberdade das pessoas em uma democracia de escolherem o que querem para as suas vidas.
EXEMPLO?

STF julgará esta semana prisão domiciliar para detentos grávidas, isso se analisado de forma superficial parece uma atitude humana, mas não é, é irresponsável que descaracteriza o sentido de privação de liberdade. Imagine que para conseguir
De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), 622 mulheres presas em todo o país estão grávidas ou amamentando.

Ou seja, neste caso, o progressismo foi direcionado e aplicado objetivando acabar com o efeito do que seja o conceito de prisão, criando um conceito paralelo onde possa haver o entendimento de que o conceito de prisão aceite o relativismo criando a ideia de que se possa privar alguém de liberdade e direitos sociais dentro de sua própria casa.
A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar na próxima terça-feira (20) um habeas corpus coletivo que busca garantir prisão domiciliar a todas as mulheres grávidas que cumprem prisão preventiva e às que são mães de crianças de até 12 anos. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça(CNJ), 622 mulheres presas em todo o país estão grávidas ou amamentando.
A ação constitucional chegou ao STF em maio do ano passado e é relatada pelo ministro Ricardo Lewandowski. O julgamento é motivado por um habeas corpus protocolado por um grupo de advogados militantes na área de direitos humanos, com apoio da Defensoria Pública da União (DPU).


CULTURA

O papel da cultura é o de construir uma sociedade melhor, de construir pontes entre pessoas, em especial as que residem em uma mesma área geográfica, serve a enriquecer a vida do indivíduo por meio da arte, incentivar o autoconhecimento, o intelecto, além da apreciação da beleza que pode ser produzida tanto pelo indivíduo, quanto pelo conjunto social a que pertence, ou passa a pertencer aceitando tais valores. Ela não deve ser usada como arma de destruição da paz social, de conceitos ou costumes estabelecidos, como meio para um fim, como meio de militância, seja ela qual for. Use sua inteligência, preserve a Cultura do seu país, do seu povo.