quinta-feira, 16 de julho de 2009

Lula desmoraliza Senado.

Lula com sua inconveniente mania de falar demais quando deveria se calar, desmoraliza Senado e chama senadores de "pizzaiolos", afundando a casa que já tem sua existência muito questionada ainda mais, em uma crise moral sem precedentes, referindo-se a impunidade pré-anunciada da CPI da Petrobrás.

Estamos muito bem servidos, as vésperas do recesso parlamentar do meio do ano, o presidente do Senado, José Sarney, sendo alvejado por todos os lados, por senadores da situação, da oposição e até mesmo membros do seu partido (PMDB) de acusações de corrupção, favorecimentos, nepotismo dentre uma lista extensa de atos de conduta duvidosa, mas mesmo diante disso nosso comandante supremo, não abre mão do apoio incondicional ao seu agora fiel aliado político, mesmo diante de fatos e provas que cercam não só o mandato do Senador, mas sua vida publica inteira. Com a clara intenção de aplacar os ânimos dos mais exaltados aqueles que se denominam situação permitiram a abertura da CPI da Petrobras, pleiteadas por aqueles que se denominam de oposição, objetivando retirar da alça de mira da imprensa e da opinião publica o senador, José Sarney.

Ao que tudo indica parece que este foi mais um tiro no próprio pé que o governo Lula deu, pois qualquer leigo no assunto política nota que a CPI foi criada para não apurar nada, não punir ninguém e, além disso, desviar os holofotes que alémde Sarney, ainda pairam em cima do nome do deputado Edmar Moreira “Deputado do Castelo”, acusado de ter usado recibos de sua própria empresa de vigilância, para justificar os desembolsos mensais de até R$ 15 mil, que cada deputado tem direito, para despesas como telefone, correio, gasolina e entre outras coisas, necessárias para exercer seu mandato, que foi inocentado pelo conselho de ética da câmara dos deputados.

Questionado sobre a alta probabilidade de a CPI da Petrobras terminar em Pizza, o cozinheiro chefe, ou digo, o Presidente da Republica Luiz Inácio da Silva, que atende pela alcunha de Lula, no auge dos seus 85% de popularidade profetizou que os senadores são bons "pizzaiolos". Em seguida vendo a tremenda gafe que havia cometido tentou se redimir dizendo que os senadores da oposição é que eram bons "pizzaiolos", mas aí o mal estar já tinha se espalhado e senadores de todos os partidos foram para os microfones e para a tribuna repudiar o presidente.

Como esperar que o povo brasileiro faça progressos quanto a valores morais e familiares o que influencia diretamente em números como, por exemplo, violência e saúde, uma vez que quem deveria dar bons exemplos é o primeiro a desacatar autoridades e decretar a impunidade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário