Escute a Bitradio e ganhe dinheiro.

terça-feira, 6 de julho de 2010

“Casa de Custódia” será construída próximo ao bairro Surubi, em Resende – RJ – Você aprova?

Publicado em 06/07/10 por João Sabóia (Visite o site!)


foto: dailymail

Muito longe da concepção original – que previa, unicamente, abrigar presos custodiados aguardando pronunciamento da justiça – as Casas de Custódia transformaram-se, algumas, em verdadeiros “depósitos de presos”, outras em “barris de pólvora”, prestes a explodir.

Agora parece que eles não vão mais recuar: foi publicado no Diário Oficial do Estado o edital de licitação para a construção de uma Casa de Custódia (prisão) em Resende, próxima ao bairro Surubi.

Caso encerrado: o Governo do Estado, sem consultar ou ouvir as manifestações da população resendense, decidiu construir a prisão.
E de que forma isso será feito?
1. Ela abrigará cerca de 300 detentos;
2. Vai transformar Resende num Centro Regional de Presos (Masc. e Fem.), uma vez que absorverá detentos das cidades vizinhas;
3. E – como sempre acontece quando “explodem” rebeliões nos maiores presídios – ainda vai acabar por receber, também, presos de facções criminosas da capital.

Essa decisão vem sendo protelada há bastante tempo pois temia-se a reação negativa da população.
O projeto ficou engavetado durante alguns anos e, subitamente , sem alardes, o edital para realização da obra ( inicialmente orçada em 8 milhões) foi publicado, ao custo de quase 18 milhões de reais.

Tanto na educação quanto na saúde, nunca o Governo Estadual investiu um montante desses em Resende!!

O posicionamento de nossas principais lideranças políticas – Dep Noel de Carvalho e o Prefeito Rechuan – tem sido favorável à instalação da prisão. Acredito estarem, ambos, seriamente equivocados. Uniram-se pela reeleição de Sérgio Cabral, mas isso não os impede de dizer NÃO ao “presente de grego” que Cabral quer enviar para os Resendenses.
Pergunto: A população foi ouvida sobre esse tema que poderá nos trazer sérios transtornos? E mais: uma vez aqui instalada, nunca mais nos veremos livres dessa prisão regional.

Quando surgiu a possibilidade de se construir a prisão em Resende (Governo Rosinha Garotinho), fui, pessoalmente, conhecer a Casa de Custódia de Volta Redonda, onde tive a oportunidade de conversar com o diretor, funcionários e detentos.
Os funcionários, na sua maioria, eram do Rio; o diretor também morava no Rio, assim como os guardas da prisão. Àquela época, já havia superlotação!! E, pouco tempo depois, aconteceria a primeira rebelião, com saldo de 03 mortos.
Participei ativamente – enquanto vereador – dos debates sobre esse tema, sempre com posição contrária, pois em que pese o sofrimento das famílias dos detentos pela distância de seus entes queridos, nada justifica transformar Resende em Centro Regional de Presos.

Decisão equilibrada seria a Prefeitura oportunizar o transporte dos familiares a Volta Redonda em dias de visita, ou, ainda, que Resende abrigasse uma cadeia compatível com o número de detentos que possui (dados de alguns meses informavam em, aproximadamente, 70 – setenta).

Para que todos possam ter uma idéia do risco que vamos correr, sugiro que digitem no google a frase “rebeliões em Casas de Custódia no RJ”. É assustador o número de rebeliões e de mortos!

Entendo que é muito importante a união de nossos representantes ( Rechuan e Noel), superando divergências políticas, com o intuito de trazer para Resende investimentos produtivos. Mas uma prisão regional??

Nossa cidade e seu entorno têm enorme potencial turístico, constituindo-se um dos roteiros mais visitados do Estado. Além disso, sediamos a maior Academia Militar da América Latina, temos a presença de um batalhão da Polícia militar, delegacia, Corpo de Bombeiros, Fórum… Uma prisão regional em nada nos engrandece e não representa, absolutamente, investimento em segurança, como vem sendo divulgado.
Ouso dizer até que, contrapondo-se ao que é divulgado, talvez tenhamos agravada a insegurança na vida da população resendense.
Tornando a situação ainda mais grave e preocupante, o local identificado pela prefeitura para receber a prisão é inteiramente inadequado : próximo a bairros residenciais e sem proteção policial (como o Surubi, Vila Verde, Lavapés) e também ao Centro da cidade (através das pontes), Campos Elíseos, Comercial e Montese.
Fazendo um paralelo, em Volta Redonda, a prisão fica ao lado direito da Via Dutra, sentido Rio, muito longe das áreas centrais.

A única forma de barrar a construção da prisão em Resende é através da mobilização da sociedade (como alguns municípios de São Paulo já fizeram e com êxito), demonstrando aos nossos representantes políticos que somos contra ou, no mínimo, gostaríamos de ser ouvidos sobre um tema tão importante.

É preciso levar esse assunto à frente…debatê-lo em casa, no trabalho, com os familiares, vizinhos, amigos… Enfim, é preciso formar e expressar a nossa opinião!!!

O Partido Verde está solicitando uma Audiência pública – para debater o tema – na Câmara Municipal; ainda assim, será de imensa importância se todos aqueles que já se decidiram contrários à construção da prisão enviarem um e-mail aos principais veículos de comunicação sediados em Resende, com os dizeres: SOU CONTRA A CONSTRUÇÃO DE UMA PRISÃO REGIONAL EM RESENDE.

Os endereços são: radioresendejornalismo@yahoo.com.br jornalismo@tvriosul.com.br agulhasnegrasam@resenet.com.br jornal.vitrine3@uol.com.br redacao@diariodovale.com.br jornalbeirario@jornalbeirario.com.br jornalfolhafluminense@gmail.com redacao@avozdacidade.com
jornal@pontevelha.com

Cordialmente,

Fernando Menandro – Pres. PV Resende
Twitter – http://twitter.com/menandropv

Nenhum comentário:

Postar um comentário