sábado, 17 de julho de 2010

Menino de 11 anos morre no Rio vitima de bala perdida.

'Veio de tão longe para morrer aqui', diz pai de menino baleado
Pai pretendia voltar ao Recife no fim do ano letivo, em dezembro.
Menino foi ferido dentro de sala de aula.

Um triste episódio acorrido no Rio em uma ação da PM nos arredores do Ciep Rubens Gomes, em Costa Barros, onde após a operação e a morte do menino o comandante do 9º BPM (Rocha Miranda), Fernando Príncipe, foi exonerado.
Vejo um paradoxo nessa relação entre sociedade e serviços de segurança, onde se não há atuação dos poderes constituídos a sociedade reclama que o poder paralelo toma canta e os moradores vivem em um verdadeiro filme de terror, já quando o poder constituído age e consequentemente baixas são um risco eminente para a sociedade e dentre elas a morte de civis e inocentes. É como no ditado que diz que sem quebrar ovos não se tem omeletes!

Não sei exatamente como começou o tiroteio a acredito que nem eu nem ninguém nunca vamos saber, nem isso e nem de que arma saiu o tiro que acertou o menino, a não ser que a bala tenha saído da arma de um bandido.

É hora de sociedade e órgãos de segurança publica repensarem juntas e não de lados opostos como temos visto em uma forma de combater a criminalidade sem que tantas vidas sejam ceifadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário