quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Vazamento de dados a Receita Federal

Olha! Não sou tucano e nem petista, não me agrada um lado tampouco outro! Porém sou um apaixonado por política, sou aficionado por democracia, por republica, liberdade e principalmente por cidadania. Cidadania a meu ver é a forma não só dos cidadãos acatarem as leis, mas também das entidades as respeitarem.

Partindo dessa paixão não posso ficar indiferente ao que ando vendo nos telejornais, nos jornais, nas revistas, enfim em todos os veículos de comunicação, o caso onde o sigilo fiscal de alguns membros do PSDB e a filha do candidato a presidente, José Serra foram imoral e covardemente acessados, impressos e divulgados em alguns casos com objetivos explicitamente políticos. Não se trata apenas do ato de invadir o segredo fiscal para uso político, parece ser muito mais sórdido, pois o documento de solicitação era falso. Aí vem a pergunta, mas como isso pode acontecer na Receita Federal? Como fica a imagem da entidade perante a população?

Parece que ninguém sabe responder essa pergunta, nem o ministro, nem o chefe da receita ou mesmo o presidente da republica. A única pessoa que vi disposta a falar sobre o assunto, mas que logo tomou um cala a boca foi Dilma. Oras mas se o PT e a presidência não tem nada haver com isso, porque fazer a candidata calar a boca?

O pior do que ver a tentativa de se abafar o caso e o cala boca em Dilma, foi ver o homem que foi na Receita buscar as informações com os documentos falsos, Antônio Atella Ferreira, dizer que é um “profissional liberal” e que cobraria 10.000,00 (dez mil reais), para dar uma entrevista. “ quem fala de graça é papagaio”, afirmou o "profissional".

Hoje o corregedor eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Aldir Passarinho oPTou por arquivar o pedido da cassação do registro de candidatura de Dilma alegando que o ato não foi político.

“ Bom a meu ver se todos as quebras de sigilo foram de pessoas filiadas ao PSDB e também a filha de Serra não vejo outro nome que não seja ato político e dos mais covardes, resta saber quem mandou!”

O presidente da republica e garoto propaganda de Dilma, determinou que a Polícia Federal assuma a investigação e que doa a quem doer, esclareça o caso.

“ (...) resta saber se antes ou depois das eleições? As investigações darão algum retorno? E se, tão só se, por ventura tiver alguém ligado a Dilma e ao próprio presidente envolvido de forma direta, esse alguém vai ser apenas um bode expiatório ou veremos a justiça ser feita? “


Independente do desfecho do caso e se partidários do PT estão ou não envolvidos, esse ocorrido mostra de forma a não deixar qualquer sombra de dúvidas, que a administração publica dos últimos anos, é muito falha em matéria de comando, de fiscalização e muito eficaz em dar explicações que minimizam fatos que são de extrema importância. Isso faz com que a sensação de impunidade cresça a cada dia, afinal o exemplo vem é de cima e, em se tratando de mal exemplo, NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESSE PAÍS TIVEMOS TANTOS VINDOS DE UM PRESIDENTE.

4 comentários:

  1. São 140 nomes, porque só com os dos tucanos estão fazendo este estardalhaço todo?
    Neste site tem a lista de todos os nomes inclusive de uma tal Ana Maria Braga.
    http://www.sindifisconacional.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=8873:Lista&catid=45:na-midia&Itemid=73&lang=pt

    ResponderExcluir
  2. Nossa Evandro são 140 nomes? E você fala isso de boca cheia?

    Lembro para você e para todos que foi um membro filiado ao PT quem levou a procuração para quebrar o sigilo da filha de Serra e dos demais membros do PSDB.

    Muito estranho, não?

    Sabendo que são 140 nomes fico ainda mais preocupado sobre como o governo nesses ultimos 8 anos vem usando as entidades.

    Como eu disse! NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESSE PAÍS....

    ResponderExcluir
  3. O mais recente desdobramento do escândalo foi descoberto pela própria Receita. Ao investigar o vazamento de dados fiscais do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, a Corregedoria da Receita descobriu que o CPF do tucano não passou apenas pelas mãos de servidores da agência de Mauá, São Paulo. pelo menos mais uma pessoa acessou os dados fiscais do tucano.

    De acordo com a edição on line do jornal O Estado de São Paulo, quem acessou o CPF de Eduardo Jorge em Formiga foi o analista tributário Gilberto Souza Amarante, que trabalha para a Receita Federal no interior de Minas. Esse documento do Tribunal Superior Eleitoral prova que Amarante é filiado ao PT desde 2001.

    PRECISA DIZER MAIS ALGUMA COISA? É OU NÃO É POLÍTICA A PERSEGUIÇÃO?

    ResponderExcluir
  4. Evandro será que foram os tucanos que tiraram os 10% que dava o primeiro turno para Dilma?

    ResponderExcluir