Escute a Bitradio e ganhe dinheiro.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Ir para Barra Mansa e Volta Redonda já virou viagem!

Parece engraçado usar o termo viagem, mas neste caso procede! Pela demora gerada por retenções cotidianas que se alongam por toda margem da rodovia com as obras que nunca acabam. O engraçado é que fazem obras o ano todo para que a pista não se encha de lama e pedras na época das aguas... Resultado, justamente do lado da obra cai uma barreira... seria isso alguma brincadeira da mãe natureza que já tá de saco cheio de pagar pedágio?

Viagem, também, dado ao elevado numero de inconsequentes, barbeiros e mal educados caminhoneiros e motoristas de ônibus que se julgam donos da estrada, causando tensão desnecessária apenas por preguiça de descer uma marcha e perder alguns segundos. Oras, quando foram tirar suas carteiras de “profissionais” não receberam instrução de que os profissionais é quem têm que dar o exemplo e seguir as regras e não os motoristas ocasionais, pois desses sim, esperamos todo tipo de merda.

Claro que não é uma generalização, mas também não é algo isolado e, infelizmente, o bichinho do asfalto já picou a maioria dos motoristas.

Lembro-me com saudades de quando havia um acidente, ou qualquer entrevero que envolvesse trânsito onde os cidadãos mandavam chamar um caminhoneiro ou um taxista para dirimir a razão ou a culpa das partes envolvidas, dado o respeito que todos nutriam por esses profissionais.

Hoje estive lembrando que há cerca de um ano atrás, estive em uma audiência onde pelos altos do processo o caminhoneiro que matara uma pessoa, que fora esmagada entre seu “dezoitão” (dezoito rodas da carreta) e um poste, estava correto e o juiz o condenou, não a prisão, pois nesse pais só quem é miserável fica preso, mas a vários pagamentos como serviços comunitários, ficar sem carteira por algum tempo, enfim o fato é que o juiz entendeu que a vitima era leiga, embora habilitada para trafegar e já o motorista da carreta, com todo seu profissionalismo e tempo de profissão, não conseguiu salvaguardar aquela vida. Cheguei à conclusão de que juiz também acerta, porém acho que para melhorar o trânsito no Brasil muita gente teria que ser proibida de dirigir. Principalmente os maus profissionais.

Um comentário: