Escute a Bitradio e ganhe dinheiro.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

“Cobrança Indevida” uma questão de soberania Nacional e ninguém percebe o fato

Por Mauricio Vargas - ReclameAQUI®


Mas, no Brasil, nada funciona. Tudo tem que ser díficil para o consumidor. Nós financiamos milhões e milhões de dólares todos os meses apenas com erros programados para serem cobrados em nossas contas, principalmente no caso de telefonia e energia.

Uma verdadeira indústria de cobranças indevidas, débitos não autorizados, serviços vendidos e cobrados religiosamente em nossas contas, em que somos obrigados, na maioria das vezes, a pagar primeiro para depois discutir e fazer valer o nosso direito de cidadão Brasileiro.

E aqueles consumidores mais atentos que percebem os lançamentos indevidos sofrem horas ao telefone tentando resolver seu problema com o SAC da empresa. Geralmente, o consumidor desiste, pois o tempo de espera ainda continua o mesmo de antes de 01 de dezembro de 2008 e, na maioria das vezes, os SAC’s apenas fizeram uma maquiagem nas gravações para atender algumas exigências da nova lei. Um absurdo total.

Mas, voltando ao assunto da cobrança indevida programada, vamos fazer um levantamento superficial, mas bem realista nos números.

Vamos supor alguns números bem baixos para mensurar o roubo generalizado no bolso do consumidor Brasileiro. Por exemplo, imaginemos 50 milhões de contas bancárias abertas em todo o Brasil, 50 milhões de contas de energia, 50 milhões de contas de telefone Móvel e mais 50 milhões de contas de água e esgoto, todos serviços básicos do Brasileiro das classes A, B e C.

Neste caso, teremos um total de 200 milhões de possíveis lançamentos indevidos todos os meses. Agora, multipliquemos isto por 12 meses, tudo ficaria igual a 2.400.000.00 (dois bilhões e quatrocentos milhões de lançamentos) e, para terminar nosso exercício, suponhamos que tudo isto foi feito com o consumidor brasileiro apenas nos últimos 10 anos gerando um número de quase 30 bilhões de lançamentos.

Agora, faça o seguinte teste. Pergunte a você mesmo quantas vezes nesses últimos 10 anos você percebeu algum lançamento errado em sua conta de água, luz, telefone ou extrato bancário? De posse deste número que está em sua mente, multiplique-o por 30 bilhões…Este seria o prejuízo do consumidor com apenas 4 tipos de contas básicas.

E, então? Não é uma questão de soberania nacional? Não temos que reagir e lutar por nossos direitos?

http://www.reclameaqui.com.br/noticias/cobranca-indevida-uma-questao-de-soberania-nacional-e-ningu/1281

Nenhum comentário:

Postar um comentário