Escute a Bitradio e ganhe dinheiro.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Tá complicado! Viver nesse mundo de gente sem educação!

Não falo da educação escolar, que distingue o analfabeto do catedrático, falo da educação pessoal, aquela que se confunde com a simpatia e que nos faz sermos pessoas melhores, gentis, sensatas, que sabe exatamente dos seus direitos e melhor ainda dos direitos alheios além dos deveres.

Tá muito complicado! Ver qualidades como a ingenuidade, humildade, lealdade, fidelidade, serem estigmatizadas e rotuladas como se fossem defeitos congênitos ou mesmo doenças contagiosas dignas de repúdio e isolamento, onde a prepotência, arrogância, egoísmo e a vaidade são as melhores qualidade que se pode garimpar em uma pessoa.

Tá complicado! Conseguir paciência todos os dias para aguentar a banalização da própria banalização, a banalização da vida e o pior, da morte! Assistir catatônico e impossibilitado de exercer ação sobre a morte agonizante de entidades como a família, a amizade, o casamento, em favor de vontades, modismos, ímpetos, impulsos, complexos entre outras neuras e doenças agudas que acometem a sociedade moderna, que acha que tudo é válido, que tudo pode, que tudo tem que ser aceito, mesmo o inaceitável. Isso em benefício de uma liberdade de expressão e prazer pessoal que beira o sadismo.

Tá complicado! Ver a droga entrar para o cotidiano humano, onde pessoas se escondem do que realmente são por não serem aceitos, ou por não se aceitarem como realmente são. Ver esse monstro destruindo, pessoas, sociedades, cidades, culturas, famílias e valores, onde o imoral passa a ser uma possibilidade, para ver o filho pródigo vivo, ou solto longe das garras da justiça dos homens, mesmo que para isso vidas inocentes sejam ceifadas, onde a arma está nas mãos de pessoas de bem que se anestesiaram da vida, por verem tanta barbaridade, e por acham ter direito a sua cota de barbárie.

Tá complicado! Ver doentes tarados, tratados como referências e celebridades, egocêntricos patológicos autodestrutivos, drogados, megalomaníacos assexuados que deturpam o sentido da própria vida, serem vistos como grandes artistas e até como referências, só não se sabe de quê e nem pra quê.

Tá complicado! Não ouvir um, muito obrigado! (...), por favor! (...) pode passar, (...) imagina eu faço questão, (...) sim fui eu! E, faço questão de arrumar. (...) posso lhe ajudar?, Onde a expressão “vamos fazer juntos!” serve apenas como jargão de comercial de banco e desejos de saúde e paz são o todo de um cartão longo de natal.

Tá complicado! Ver bandido prendendo bandido. Policia prendendo policia. Bandido prendendo policia e, polícia não prendendo ninguém, e com isso, muita gente roubando do dinheiro que deveria ser usado para descomplicar nossas vidas.

Tá complicado! Ter vontade de ver as pessoas alegres, felizes, saber que a alegria e a felicidade moram dentro delas e que infelizmente, a maioria dessas pessoas sem educação, sem respeito, que não valorizam a vida, tornaram-se assim por que se cansaram de procurar a felicidade pelo mundo sem saber que estavam tão perto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário