Escute a Bitradio e ganhe dinheiro.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Resende em alerta, dengue chega a níveis alarmantes.

Sem um controle efeito nos bairros que podem ter focos do mosquito transmissor, uma politica de prevenção forte que gere os efeitos mínimos esperados e com um plano de aplicação de inseticida (fumacê), que não funciona, pois a ação descoordenada com os agentes de saúde e a sociedade, faz com que os números, oficiais e reais da cidade de Resende sejam os maiores de todos os tempos.

Hospitais lotados que chegam há demorar 8 horas para fazer o atendimento de uma pessoa com suspeita da doença, postos de saúde sem médicos e pessoas capacitadas para fazer o exame e muitas das vezes como pudemos apurar pessoa que nem informação sobre como proceder, caso do posto de saúde do Manejo, pois fui procurar informação tanto para casos de suspeita de dengue e vacina de gripe, porém a qualidade da informação é algo que a administração municipal tem que se preocupar, da mesma forma com a recepção do hospital de emergência onde as pessoas que fazem a triagem não conseguem fazer nada além de preencher documentos, com muita má vontade e falta de humanidade, carinho e atenção para com aqueles que pagam seus salários, faltam equipes de médicos para atender apenas as pessoas que estão com sintomas da dengue, ou de vírus sazonais, enfim uma equipe desvinculada da emergência traumática, além disso uma equipe que possa sair do hospital e ir até onde está o foco, fazer exames em pessoas ou até famílias inteiras, pois hoje essas pessoas, pela inoperância do sistema de saúde de Resende acabaram por procurar seus médicos em consultórios, fazer o tratamento fora da rede de saúde o que não vai aparecer nas estatísticas nas estatísticas do governo puxando assim para baixo o numero vergonhoso que mostra o total descaso da prefeitura para com a saúde dos munícipes.

Resende esse ano, nessa área de saúde e prevenção foi tão ineficiente ou incompetente que não vai conseguir dizer de forma exata quantos casos teve de dengue, pois não teve estrutura para atender a todas as pessoas que procuraram o serviço de saúde, muitas sem qualquer atendimento devido a deficiência de médicos no hospital de Emergência, referencia para a população. Em 2 Horas entrevistando pessoas do lado de fora do hospital contabilizamos no domingo ultimo (15/05/2011) 7 pessoas saindo sem atendimento devido a fila de espera que chegava a 7 horas, essas pessoas alegaram que procurariam um médico e que contariam com a sorte para que o quadro não piorasse.

Só do meu convivi pessoal 4 pessoas em menos de 1 semana foram acometidos pela dengue em Resende, todas procuraram o hospital de emergência , não para tratamento ou para consulta, apenas para poderem fazer o exame e poder contribuir para as estatísticas dando assim ao município uma forma de cuidar melhor dos locais onde ainda existem focos, mas a boa intenção dessas pessoas pararam no mesmo obstáculo das 7 pessoas que entrevistei no domingo, na falta de preparo dos funcionários do Hospital de Emergência de Resende, para poder criar um setor de atendimento voltado exclusivamente para os casos suspeitos de dengue.

Prefeito, senti a pior dor da minha vida, na hora do voto pede ter certeza que vou me lembrar e vou fazer questão de relembrar esse incomodo, essa matéria e esse descaso de sua administração. Fica a dica!

2 comentários:

  1. Estamos trabalhando em conjunto com Secretarias Estaduais e Municipais para planejamento e execução de ações como:
    Reforço na aplicação de larvicidas e inseticidas;
    Busca ativa de casos suspeitos de dengue em residências e unidades de saúde;
    Visitas de Agentes Comunitários de Saúde a domicílios com casos suspeitos e confirmados, para eliminação de criadouros;
    Intensificação da limpeza urbana;
    Intensificação da investigação laboratorial de casos suspeitos de dengue;
    Campanhas de educação em saúde e mobilização social.

    A mobilização depende de todos nós. Saiba mais: http://bit.ly/bT2nsJ. Divulgue. O combate à dengue não pode parar.
    Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/minsaude
    Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude

    ResponderExcluir
  2. Uau o ministério da saúde em perfil vindo responder.... Assim como as secretarias de estados e municípios não fizeram nada nas ruas, mas são rápidas para fazerem propagandas na TV para passar a falsa impressão de estar tudo bem o mesmo parece se aplicar ao ministério da saúde, na internet porém, para tentar abafar o caso eles aparecem rápidinho, isso é se é de fato um perfil oficial do ministério ou mais um perfil falso de cabo eleitoral? Como saber.

    Fato, que todo isso é propaganda enganosa! O que tem sido feito não é nem um milésimo do que é necessário para livrar o povo da dengue.

    Fato, pessoas mesmo não tendo condições estão tendo que pagar para serem atendidos em consultórios particulares pois a cidade de Resende não tem equipe para fazer o atendimento de emergência sem que os pacientes esperem 8 ou mais horas em um local sem conforto, sem um pré-atendimento enfim uma sala fria de espera onde estão sujeitos a todo tipo de humilhação.
    Fato, a cidade por meio de suas secretarias não tomou as devidas precauções e agora a população está pagando o preço pelas poças de agua nas ruas, nos brejos, acumulo de agua nas plantas do cemitério, e outras repartições publicas e terrenos de responsabilidade da prefeitura, além de edificações abandonadas que a prefeitura alega não poder fazer nada, mas se ela não pode quem dirá nós!

    PS se essa é a posição do ministério do governo federal, meu voto esse governo não leva nunca mais. Aliás, nunca levou!

    ResponderExcluir