quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Delegado é condenado por agredir deficiente físico

O delegado Damásio Marino foi condenado hoje a três meses de prisão, acusado de agredir o advogado e deficiente físico Anatole Magalhães Macedo Morandini, no dia 17 janeiro deste ano, em São José dos Campos (SP). O delegado tem o direito de apelar em liberdade.

Segundo a sentença, o delegado teria sido repreendido pelo advogado por haver estacionado seu veículo em vaga destinada a deficientes. Neste momento, o delegado xingou a vítima de “aleijado filho da p…”. Em seguida o advogado, que estava numa cadeira de rodas, teria cuspido contra o veículo do acusado, que deixou o automóvel, sacou a arma e desferiu dois golpes contra sua cabeça. O advogado ainda foi ameaçado.

O delegado era titular do 6º Distrito Policial, mas foi afastado por 30 dias na época para que a agressão fosse investigada. O prazo de 30 dias terminou e ele voltou a assumir funções administrativas na delegacia seccional da cidade.

Fonte: SOLANGE SPIGLIATTI – Agência Estado

Fico me questionando se 3 meses em um país que, nem quem mata fica preso, vide Pimenta Neves essa condenação representa alguma coisa. E como fica a imagem da polícia brasileira?
Edson Carvalho Miranda

Nenhum comentário:

Postar um comentário