segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Novas ondas, novos vícios, mas serão os mesmos resultados?


Hoje sentei com um amigo, conversamos muito, os assuntos de sempre! Sobre como vai a vida, o trabalho, os planos, as piadas novas, os amigos do passado que acabam se distanciando, mudando de cidade, de país e alguns até de caráter. Acabou que chegamos à conclusão de que nossos pais estavam certos, que amigos de verdade não caberiam em uma só mão, após algum tempo. E olha que éramos uma turma bem grande e muito unida. 

Depois de algum tempo de conversa começamos a reparar que nenhum dos dois ainda mantinha o vício do fumo, e passamos a relacionar entre os “amigos” e conhecidos, colegas, aqueles caras que sempre estavam em todas as “M” ´s que havíamos feito na vida e chegamos a uma triste conclusão... Antes todos ou quase todos fumavam, por vicio ou por onda, agora conhecemos mais pessoas que usam drogas dos que pessoas que fumam. 

Será que daqui a 20 anos essas pessoas que usam drogas hoje, vão estarem vivas para poderem falar do passado?

Nenhum comentário:

Postar um comentário