Escute a Bitradio e ganhe dinheiro.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

De quem é a verdadeira culpa sobre a tragédia do Pinheirinho em São José dos Campos?


A Cidade de São José dos Campos foi beneficiada com projetos federais e estaduais de habitação o que levou a erradicação das 3 maiores favelas da cidade, dando moradia digna para os cidadãos que moravam em condições sub-humanas naquela cidade.

 Assim que o projeto conseguiu cumprir seu objetivo, ou seja, dar para a cidade e seus habitantes moradia digna, livre dos aglomerados de gente que pipocavam por toda a cidade,  partidos de esquerda, sindicalistas, movimentos sociais e todo tipo de pessoas ligadas a esses movimentos invadiram a cidade com gente de todos os lados em carreatas de ônibus e promoveram a invasão do terreno pertencente a massa falida da Selecta, terreno avaliado em 180 milhões, percebam que não existe invasão a terrenos que não tem valor comercial.

Esse é o modus operandi desses partidos disfarçados de movimentos sociais, é uma estratégia de grilagem de terra, porém mais moderna e muito mais eficiente, algo que os representantes de esquerda sempre se mostraram ávidos a debater, agora, no entanto virou desculpa para invasões como essa.  Essa grilagem não é só de terras é de votos é de formação de opinião. É a tentativa de implantação de uma utopia que se monta na cabeça de um pequeno e fanático grupo de pessoas que não tem coragem de trabalhar e nem de debater sobre argumentos, nas conformidades da lei e que conseguem convencer trabalhadores e homens honestos de que é o direito deles ter aquela terra.

Segundo munícipes da cidade de SJC, naquele local não havia pessoas oriundas das partes pobres da cidade, eram em sua grande maioria forasteiros, militantes de esquerda de outras cidades, apoiados por um pequeno grupo da cidade, pessoas tidas como desordeiras, infames e que incitam sempre que podem a desordem, até o ponto de confronto com as autoridades.

Pessoas essas que se acham acima da lei, que se dizem não reconhecer o nosso sistema legal,  e que promovem a justiça segundo suas convicções, mesmo que isso custe vidas humanas inocentes, tudo isso com o único objetivo de provocar o governo do estado, desestabilizar a ordem pública e depois se colocarem como vitimas, usando a dor dos pobre alienados que invadem as terras em busca de compensação financeira, usam o fato pra angariarem votos, da forma mais sórdida e vil que se possa imaginar.  

Reparem que até o momento da reintegração de posse ordenada pela juíza Márcia Loureiro, nenhum partido, movimento politico, movimento social, ou qualquer representante dessa esquerda ardilosa que começa a surgir com mais força no Brasil em especial em SP, a chamada esquerda da esquerda, se apresentou a sociedade para mediar uma saída pacifica, digna em conformidade com o estado democrático de direito, ela só apareceu para apontar culpados.

Antes da ação da polícia, cada qual pegou a bandeira de seu partido, seu celular, câmera filmadora ou fotográfica e foram incitar o povo, na busca de registrar um massacre...

Mas com que objetivo?
Será que vale tudo pelo poder?
Perdemos a capacidade de respeitar os limites?
Perdemos a capacidade de respeitar a vida humana?

E foi isso o episódio do Pinheirinho de São José dos Campos, foi a maior, ou um das maiores armações de algumas entidades de esquerda, pessoas ávidas por tomarem o poder, a qualquer custo, seja de grêmios de faculdades, prefeituras, estados e qualquer coisa que possam tirar proveito do status, do poder, para continuarem a viver sem trabalhar. Literalmente viver de ideologia.

Nesses últimos três dias venho fazendo contatos com pessoas da cidade de São José dos Campos, lendo alguns jornais regionais, manifestações de partidos, blogs, postagens em redes sociais e percebo que 90% da população da cidade foi favorável a retirada das pessoas daquela área.

Porém, o que se vê, são pessoas se aproveitando dos desdobramentos da justiça para criarem factoides, ilusões, e apontarem culpados com o único objetivo de sustentar a total falta de coragem de trabalhar, de lutar dignamente por reformas, e construir um país melhor a sombra da dignidade e da democracia.

É lamentável que algumas pessoas, alguns grupos resolvam fazer de um país com relativa estabilidade financeira e civil, um cenário de guerra civil, tudo por mero revanchismo do golpe militar, uma tentativa desvairada de dar o troco, essas pessoas são incapazes de criarem algo produtivo, vivem em sua grande maioria do dinheiro de sindicatos, do erário publico ou de pensões conseguidas na justiça com alegações das mais absurda possíveis, além é claro dos programas sociais e cargos comissionados. São incapazes de criar algo, pois isso seria trabalhar e a ultima coisa que querem é trabalhar, portanto você que está escandalizado com o que viu na TV, nos jornais e agora vê uma massificação organizada nas redes sociais, faça como eu, procure saber onde e como tudo começou, quem incentivou a invasão, e procure um motivo para tudo isso a resposta será clara como o sol.

Ler apenas, ver as notícias, não basta, vá atrás da verdade e da motivação.

Amo a politica, odeio os políticos, amo a democracia, odeio quem se aproveita dela para tentar criar uma ditadura. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário