sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

O GOVERNO TENTA ENGANAR O POVO E OS CAMINHONEIROS.

Ontem, no Jornal Nacional, o governo anunciou um acordo, com o Comando Nacional de Transportes, que determinou a greve nacional. O anuncio foi uma tentativa desesperada do governo, que se usou de mentiras e tentativas de manipulação usando os meios de comunicação. A VERDADE é que o governo tentou dar um golpe de comunicação.

O DESESPERO do Palácio do Planalto, do PT e da presidente Dilma Rousseff é para que os ministros tentem encerrar rapidamente a greve dos caminhoneiros. Há o temor de que esse movimento possa dar combustível aos protestos previstos para 15 de março e se os dois movimentos se fundirem isso pode representar uma paralização geral do país que podem acelerar o clamor pela saída da presidente e do PT do governo, por causa dos escândalos de corrupção e da incompetência do governo com a economia e a sociedade. 

A QUESTÃO É ... Como pode um governo mentir de forma descarada para seu povo?
Isso não faz parte e nem cabe em um regime democrático. Justamente um governo que vive pedindo e defendendo os debates, agora  se usa de mentiras e manipulações?

Segundo um dos líderes do COMANDO NACIONAL DE TRANSPORTES, Ivar Luiz Schmidt, as entidades que assinaram a ata da reunião de mentira, orquestrada pelo PT e pelo governo, não representam o movimento e que a paralisação continuará. AS ENTIDADES QUE ASSINARAM A ATA são entidades e sindicatos ligados ao PT, entidades essas que nem participam do movimento de greve, ou seja, ela não tem nenhuma legitimidade, tanto quanto as atas assinadas. Esse golpe é apenas um recurso sujo do PT para poder ter a desculpa de usar a força contra o povo.

 Os verdadeiros lideres do COMANDO NACIONAL DE TRANSPORTES  afirmaram que  cerca de 100 pontos de paralisação nas rodovias vão continuar. A tendência à medida que o governo ou não atenda as exigências é que esses pontos aumentem e encaminhe o movimento para uma greve geral nacional.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário