sexta-feira, 3 de abril de 2015

O que é direita e esquerda politica?

Hoje no Brasil ouvimos muitos dizerem ser quase impossível distinguir o que seja direita e o que seja esquerda.
Bom em primeiro lugar eu não concordo com isso! 
Acho extremamente fácil de identificar o que seja direita e esquerda não só no Brasil, mas no mundo e na história.
Salvo uma ou outra confusão ou adoção de medidas alheias ao idealismo que os países ou regimes seguem, ou seguiam, no mais, não tem como ter dificuldade para tal percepção de lados.

Primeiro vamos ver a questão do Brasil, que é o país que eu vejo que tais conceitos sofrem mais distorção e causam confusão,  em especial após a entrada do governo militar, pois os revolucionários, perdedores da revolução, acabaram criando de proposito essa confusão para levar o povo a erro, eles convencionaram que tudo de bom eles diriam que seria conquista da esquerda, e tudo que fosse ruim imposição da direita. Ou seja usar uma tática de revolução maquiavélica, que é uma coisa característica da esquerda  e aplicar na sociedade que esta sempre mais focada em seus próprios problemas do que em politica, infelizmente. 

No Brasil desde 1964, não existe mais direita política, isso mesmo, não existe e se alguém disse que existe mentiu para você, te enganou. O  Governo militar, por exemplo,  não é direita política, é militarismo. E se fizermos uma boa analise pelo mundo o militarismo é usado em regimes ditatoriais de esquerda e no Brasil os militares criaram um regime autoritário próprio, direita, esquerda? Nem um nem outro, apenas militarismo. No período de 64 até 1985 a direita politica se acomodou, encostou tudo nas costas dos militares e foram trabalhar, como se tudo estivesse resolvido, a esquerda, foi para as ruas, bares, grêmios estudantis, centros de musica e arte, universidades de jornalismo, filosofia, historia e todas as matérias ligadas a humanas e ali travaram uma segunda guerra, a guerra da informação, a guerra que ensinava que enganar os militares era divertido, emocionante e com isso acabaram usando e de forma espetacular a doutrinação politica, algo que nos condenou ao terceiro mundo e a pobreza até que consigamos nos livrar desse mal e voltar a educar de forma correta nossos jovens.  

Entender de formas gerais o que é ação ou doutrina de esquerda, ou uma proposição de direita é muito simples, basta que você verifique se a ideia do que lhe causa dúvida é apelativa ( esquerda) ou uma proposição para que haja um debate onde as melhores opiniões serão unidas e se tornarão uma solução boa e justa, para todos ( direita), ou ainda ver se a ideia parte de um princípio revolucionário, enaltecendo raças, gêneros, sexo e colocando em clima de luta de classes ( esquerda), ou se a ideia é livre, apresenta solução que atenda a todos e respeite a particularidade de cada indivíduo, em seu estado natural ( direita).

O que isso quer dizer? Quer dizer que a esquerda prega algumas bandeiras que não pode entregar ao povo, ou seja, ela mente! Ela não pode entregar compromissos como democracia, liberdade, plenitude, na realidade a esquerda pode entregar apenas igualdade, onde se todos não poderem serem ricos, por seu esforço pessoal, que sejam todos pobres e miseráveis, juntos, governados por uma classe política, intelectual e burocrata, que responde aos comandos de um partido. Eles usam a palavra democracia, mas não na sua concepção máxima, apenas como meio de defender suas atrocidades e a retirada de direitos como liberdade do povo, pois a democracia na esquerda inicia e encerra-se no dia das eleições, eleições essas de cartas marcadas, onde de alguma forma a própria esquerda fica no poder, por exemplo no Brasil, não faz diferença se PSDB ou PT vencerem as eleições, são os dois de esquerda, os dois socialistas, os dois comunistas, os dois nazistas, os dois fascistas. Eles fazem o joguinho de cena de que são partidos que defendem bandeiras e valores diferentes, justamente para não permitir que haja a direita política.  Para que a direita política continue calada, pois foi demonizada quando eles aliaram essa direita a uma suposta ditadura que existiu no Brasil, outra falácia.

De forma simples a direita luta de fato pela democracia, participativa e semi-direta e não só essa democracia opinativa e votante que vivemos, é baseada nos preceitos liberais que tem como pilares  VIDA -LIBERDADE – PROPRIEDADE, isso quer dizer :
Democracia participativa, livre mercado, estabilidade econômica, a liberdade individual, propriedade privada e intelectual, a estabilidade jurídica, os preceitos democráticos, valorização da minoria social, ou seja a valorização e o crescimento de cada indivíduo, incentivando assim a diversidade de pensamentos para a solução de problemas.

Não existe forma simples de descrever a esquerda, pois é um emaranhado de ideias disléxicas, algo como um saco cheio de gatos vivos, amarrado pela boca e sacodido. O pensamento tem apenas um objetivo, manter o poder dos representantes do ideal, criar cada vez mais partidos, de formas que o dinheiro do estado seja por esses sugado e o povo se veja muito representado, com muitas opções e ao mesmo tempo abandonado, sozinho.

Tão sozinho que quando vai as ruas lutar pelos seus direitos mais básicos, mais comuns, mais fundamentais, os partidos se unem afim de defender uma instituição, que não é o estado, nem o país, se unem apenas com a intenção de criar ainda mais caos afim de defender o meio que garante eles a continuarem se apropriando do dinheiro público.

 A esquerda é progressista, mas não progressista de ir em direção ao futuro e levar o progresso onde ele não existe e melhorar a vida do povo, e sim o progresso e evolução da  ideia esquerdista ser levada cada vez mais a frente, doa a quem doer, ela é revolucionária ou seja quer se impor mudando a sociedade, os valores, e criando o caos na sociedade, para depois de muita desgraça aparecer como salvadores da pátria e apresentar uma suposta solução ( socialismo) ou seja o poder ilimitado a um político que se torna ditador de acordo com a vontade do povo desesperado, assim foi com Hitler, Mussolini, Stalin, Hugo Chaves, Nicolás Maduro entre outros.

Ela se baseia nos ideias de LIBERDADE-IGUALDADE-FRATERNIDADE, o que já é contraditório por si só, pois onde um ideal ou um estado te obriga a ser igual, esse estado não é livre, e nem te da liberdade de ser ou pensar de forma individual, ou você pensa igual ou morre. Mas a esquerda não é contraria a pena de morte? Não ela é contraria a bandidos serem mortos pela lei, pois eles podem ser os próximos, mas quando eles são o poder as divergências são resolvidas na base do fuzilamento, exemplo disso no mundo não faltam!  A maior bandeira da esquerda é a democracia, mas que tipo de democracia?
A democracia representativa é uma farsa, pode ser manipulada, como foi por exemplo o plebiscito do desarmamento, ela se baseia no poder estatal, vive de crises e corrupção, privação de direitos civis, não respeita a propriedade o governo é quem decide de acordo com seus interesses, as leis são mudadas de acordo com a necessidade do partido se manter no poder, preceitos totalitários disfarçado de democracia ( Venezuela), usa as minorias para criar luta de classes.
Então, o dia que um professor, um jornalista, um filosofo disser que é muito difícil separar esquerda e direita, diga a ele para ir a merda, pois ele é mais um esquerdista, que de alguma forma leva vantagem dessa confusão das massas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário