Escute a Bitradio e ganhe dinheiro.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

O NEOLIBERALISMO


Do termo técnico utilizado na Alemanha pós-guerra até falácia socialista para enganar jovens universitários distraídos.


O NEOLIBERALISMO

Do termo técnico utilizado na Alemanha pós-guerra até falácia socialista para enganar jovens universitários distraídos.

Como citei isso em um debate que não tinha a ver diretamente com o assunto, resolvi criar um pequeno texto contanto o motivo da existência do termo.

Após o fim da primeira guerra a economia da Alemanha estava destruída, e eles notaram que o socialismo não lhes traria as respostas que procuravam economicamente, nem os benefícios sociais que desejavam, e tiveram então que voltar a ideia liberal para colocar o país no rumo do crescimento, a essa volta ao liberalismo eles deram o nome de neoliberalismo. Em meados 1947 a visão sobre a economia alemã muda devido a sua relevância na reconstrução da década de 1940. As técnicas econômicas usadas para retirar a Alemanha da profunda crise, formaram os princípios Ordoliberais, e até hoje a Alemanha é gerida pelo viés ideológico do Ordoliberalismo.

Ou seja, se fosse para se referir a essa abordagem econômica o nome correto seria Ordoliberalismo e não neoliberalismo, que era apenas o nome usado para se referirem o retorno ao liberalismo.
.
Mas afinal, o que é neoliberalismo?
.
Neoliberalismo é apenas uma falácia universitária criada por socialistas para poder demonizar tudo o que fosse contrário ao que prega a ideologia socialista. Como o neoliberalismo não existe de fato como ideologia, ninguém vai querer defende-lo, transformando-o assim no inimigo perfeito para uma ideologia como o socialismo, que não tem na razão e na lógica as prioridades da ideologia, a prioridade é apenas por controle social e usando o apelo a paixão de seus seguidores, geralmente jovens doutrinados por professores desonestos e até alguns adultos que não conseguiram se livrar desse estigma.

Assim ilustramos o que dizia o médico e jornalista Georges Clemenceau:

"Um homem que não seja um socialista aos 20 anos não tem coração. Um homem que ainda seja um socialista aos 40 não tem cabeça."

Se analisarmos o significado da palavra apenas, sem levar em consideração o cenário mundial e a verdade sobre o termo, seria a afirmação de que é a reinvenção do Liberalismo. Onde um ou vários teóricos em economia e filosofia, teriam encontrado inconsistências lógicas no campo técnico e analítico do liberalismo, feito as devidas correções e o reeditado como (neo), de forma a mudar a base do pensamento e a forma dele ser aplicado na sociedade e na administração dela.

Mas isso nunca aconteceu, na realidade o Liberalismo desde os seus primeiros teóricos até hoje, vem sendo aperfeiçoado, em cada país que se utiliza o livre mercado, se estabelece a liberdade individual, garante-se a estabilidade jurídica, valoriza-se a vida, a propriedade privada, reduz-se o estado, o liberalismo ganha mais um upgrade, como um software de código livre e aberto, são aprendizados empíricos, o que prova na pratica a eficiência do liberalismo e das teorias liberais, que estão mais usuais do que nunca, e são a unica estrada viável para a solução das crises causadas por estados tomados por "economistas" e políticos socialistas. Ele continua fazendo a gestão social e econômica de povos e países, ao redor do mundo, ao contrário do que afirmam os socialistas tupiniquins, que é uma ideologia baseada apenas na exploração dos trabalhadores e na dominação do meios de produção.

Muito além disso nenhum teórico reescreveu o liberalismo, nenhum teórico escreveu um livro sobre a teoria do neoliberalismo ou criticando o liberalismo e ao mesmo tempo fundamentando a nova ideologia baseada na crítica a ideologia, como fez Marx ao criticar o socialismo de Karl Rodbertus e fundamentar uma nova abordagem a ideologia inicial criando o comunismo. Ou o que fizeram os teóricos europeus após o fracasso do socialismo na restauração da Europa após a segunda Guerra, ao aperfeiçoarem a Social Democracia.

O Neoliberalismo hoje é apenas uma falácia universitária, usada para enganar e doutrinar jovens sonhadores, arregimentados para lutar contra o “capitalismo” em nome de um governo supostamente voltado para o "povo", para o social, e se aliarem a ideia fracassada chamada socialismo.

Algumas universidades afirmam que o Neoliberalismo nasceu com Milton Friedman, um monetarista da Universidade de Chicago, que concebeu um plano econômico liberal para a economia e o crescimento do Chile, baseando-se nos ensinamentos liberais, projeto que foi atrapalhado por revolucionários comunistas, (marxistas) que tentaram dar um golpe de estado no governo chileno e abriram espaço para o General Augusto Pinochet impor um governo totalitário, sangrento, cruel e muito longe do que prega o liberalismo.

Entrando em contradição com a própria ideologia, alguns outros socialistas e universidades afirmam que o neoliberalismo nasceu em 1945, com Friedrich Hayek, vencedor do prêmio Nobel de Economia de 1974, e aluno de Ludwig Von Mises, destacando-se como uma das obras de referência na defesa do liberalismo econômico, obra que expõe a proximidade irmã existente em corrente ideológicas tirânicas como o comunismo e o nazismo. Segundo a corrente socialista o neoliberalismo iniciou-se com o livro O Caminho da Servidão, lançado em 1945.

A tese central de Hayek em O Caminho da Servidão é que todas as formas de pensamento coletivo, são originadas do mesmo pensamento, neste caso ele se feria a socialismo utópico, que deu origem a ideais como o Nazismo, o Socialismo, o Comunismo e influenciou o Fascismo, que lutavam entre si para impor uma hegemonia mundial, mas todas inevitavelmente levavam à tirania e à supressão das liberdades sociais e individuais, conforme pode ser comprovado com as evidencias históricas da Alemanha Nazista e posteriormente comunista, da União Soviética, além dos demais países do bloco comunista do pós guerra, onde essa intimidade de ideologias ficou clara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário