Escute a Bitradio e ganhe dinheiro.

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Vamos criar um Tribunal de Exceção para livrar a cara do Lula.

A pré-candidata a presidente Manuela D’Ávila, já em campanha antecipada, aberta e declarada pelo PC do B, partido da extrema esquerda, que prega o fim das classes sociais, o fim do capitalismo e a tomada da propriedade privada das pessoas, menos a dela, é claro! Última opção do PT caso o projeto Lula acabe preso em algum enrosco pelo caminho, e o projeto Ciro dê alterações além do normal, esteve envolvida em uma saia justa, por conta de uma postagem feita em sua conta no Twitter.

A comunista de S8 do PD do B lacrou, “que se ignore o Judiciário brasileiro, criando um "tribunal paralelo" ideologicamente alinhado com seu partido para "julgar" Lula”, que foi condenado a 9 anos e meio de cadeia por corrupção e é réu em mais outros tantos processos, todos com vasta coleção de provas e testemunhas contra o meliante.

Ao defender o meliante e futuro membro da papuda, a moça mostra seu completo despreparo e sua falta de condições éticas e morais para exercer o cargo político que ocupa, quiçá para exercer o cargo mais importante do estado brasileiro, pois como uma deputada, Manuela não pode faltar com o decoro de propor que o estado, que paga os seus salários e lhe concede poderes acima dos demais cidadãos, seja colocado de fora, em um processo criminal, para atender seus anseios políticos e ideológicos. Isso demonstra que a menina, mesmo com tanto tempo de beira de estrada, na política, não entende nada da estrutura, da qual faz parte, muito embora isso possa ser notado também na sua pífia atuação da política no congresso, que é muito abaixo de medíocre, mas as vésperas de um processo eletivo, onde figuras como ela dependem de se aparecerem, ainda que falando bobagens, para manter as regalais. Os comunistas caviar sofrem uma súbita transformação nessa época, e passam a atuar de forma mais proativa na política, ainda que seja falando besteira, bobagem, tentando jogar pra a galera, paga ganhar terreno entre os mais imbecis. Pois, convenhamos! Uma pessoa que concorda com isso, e vota, não passa de um imbecil.


Enquanto isso, nós, simples mortais, meros pagadores de impostos, impostos que propiciam a vida confortável dessa turma que jura que defende pobre, esperamos que a Comissão de Ética do Congresso seja acionada e a deputada seja, denunciada, processada e condenada, por um tribunal constitucional e cassada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário